14 February, 2008

Minha Carta De Amor Para Ninguém.

As ruas estão vazias, já se fecharam todas as portas
uma voz está me chamando?
e pedindo para entrar?
me leva da escuridão,
quando meus sonhos fugiram selvagemente
as luzes se apagaram
todas as luzes se apagaram

Uma dor indescritível lá dentro,
anjos chamando e pedindo para voar
mas não há lugar algum pra cair
meus olhos estão ardendo, as luzes se apagaram,
o sonho se foi, mais uma vez

Quando não há lugar pra cair
nenhum lugarzinho pra se esconder
o silêncio só machuca, dormir ou morrer
nenhum lugar pra pensar, nenhum lugar pra se viver
a minha luz se apagou

"Se você ler essas linhas, lembre-se não da mão que a escreveu
lembre-se apenas desse verso
o choro de um compositor, aquele sem lágrimas
por quem eu tenho dado a força e isso se tornou a minha única força
a moradia confortável, o colo da mãe, chance para a imortalidade
onde ser querido se tornou uma emoção que eu nunca conheci
um suave piano escrevendo minha vida"

Uma alma solitária
uma alma do oceano
uma alma viva.

7 comments:

Monsieur Coçard said...

ah alma solitária... é capaz de fazer coisas belas e atrocidades também...

mary ienke said...

Que texto incrível!!!

:D

Murilo Contro said...

Estou iniciando um novo blog, chamado Clube da Leitura, na verdade um coletivo onde postamos sobre literatura.

http://www.clubedaleitura.org

Um abraço,

Murilo

Rhenan said...

Demais, alma solitária!
Você melhorou demais!!!!!!
Tô de volta, rapá! =D
vou readicionar você e todo mundo lá...

abraço!

Bruno Twain said...

Nhaaa.. adorei o texto.. putz, me fez refletir por coisas que eu to passando!
Adorei mesmo!

Nhaa.. adoro seu blog.. se cuida!
Abraz^^

alex pinheiro said...

Do refúgio frágil nas palavras,,, isso nos faz tão impotentes por aqui,,, buff!
Bela reflexão-desabafo, Dib...

Abraços e escritas invenções!

Eolo, Senhor dos Ventos... said...

Bem, nunca havia passado por aqui...
Passarei mais vezes, bons texto são sempre bons cartões de visitas.
Parabéns.

Iterashai ^^