10 January, 2008

Quatro Cordas e Sete Vidas.

Quando eu perdi a cabeça
eu era sórdido
não clamava meus tormentos

A vida pode ser tão estranha,
isso não te pasma?
a vida é um charme ardiloso e pode ser muito doloroso
entendeu este mundo insano?

Descubra quem você é, antes que você se arrependa
pois a vida é tão curta, não há tempo para desperdiçar

A vida pode ser tão cruel
não te surpreende?
assim quando nada parece muito certo ou seguro
você pode manter isto puro por dentro

Eu nunca disse que duraria para sempre
eu não posso segurar este fardo por muito tempo, querida
quando você ler a minha carta
então, terei ido embora

É apenas mais uma canção,
mais uma canção de correndo.

5 comments:

Alex Pinheiro said...

Canção pra sete cordas!
Qto às vidas nos a vamos infinitando, alfinetando, fundindo, formando, fezes!
...
Orra, Felipe! Isso não foi uma ausência,,, isso foi uma morte, das sete, rs
Bom que está de volta. (espero! rs)

Abraços e musicais invenções!

Monsieur Coçard said...

hoho realmente a vida é estranha... por isso existem as canções...

Carolina said...

O "tarde demais" é tão doloroso, porque nos faz lembrar que não há mais como voltar atrás.

BEijos moço ;*

Lua Durand said...

eu perdi a cabeça, o sentimento e o coração.

Peter_Pan said...

nossa, está tão letra de música o.o
deveria musicá-la