20 July, 2007

Fantasia Clara De Uma Constelação.

Estou sentindo uma clareza tão grande,
essa clareza é a realidade?

Eu vejo o céu, essas estrelas me trazem paz
eu vejo esse brilho entrando em meus sonhos

As estrelas caíram
por todas as ruas quando você foi embora,
talvez um dia a gente se encontre novamente

Você já pode me deixar na esquina
onde você me encontrou,
todas as estrelas explodiram hoje a noite

Mas agora eu vejo aquele brilho
o céu está chamando por mim,
lá em baixo, perto do mar
foi onde as estrelas se afogaram

Vou te esperar até as estrelas dominarem o céu novamente.

10 comments:

Rafael Velasquez said...

salve as poesias!

alex pinheiro said...

Só pra vc,,, as estrelas estão preparando uma insurreição,,, fontes seguras me afirmam que até o amor anda fornecendo armamento pesado para esse movimento... Vamos aguardar para ver o que rola...

Abraços e reveladoras invenções!

Peter_Pan said...

"Eu amo a noite solitária e muda,]Quando no vasto céu fitando os olhos,
Além do escuro, que lhe tinge a face,
Alcanço deslumbrado
Milhões de sóis a divagar no espaço,
Como em salas de esplêndido banquete
Mil tochas aromáticas ardendo
Entre nuvens d'incenso!"

pentelho real said...

Também me sinto muito infeliz.

Barb. said...

não, não cortei o cabelo Oo... rs! Beijo! have a good weekend!

Line said...

as estrelas sao presenças constantes :)

o poema ta bom, como sempre, mas aqueles outros tao melhores!
poste-os logo^^

=*******

Carolina said...

adoro aquela frase clichê, porque mais as nuvens estejam na frente as estrelas sempre estarão lá!

não é assim ela, mas a intenção foi boa :P

Klatuu o embuçado said...

Belo poema.

Diego H. Zimermann said...

Tem aquela lenda que diz que poeta apaixonado pela sua namorada é uma merda...
vou arranjar um ricardão pra aline pra sua carreira literária decolar! porque se já tá assim...

Rafael Velasquez said...

passei aqui